02 abril 2009

Dia Internacional do Livro Infantil



Hoje assinala-se o Dia Internacional do Livro Infantil, dia escolhido em homenagem a Hans Christian Andersen que nasceu a 2 de Abril de 1805.
Neste quarto assinala-se a data com o último livro infantil (bem interessante para adultos também) comprado por mim, que contém este poema (o último a ser lido cá por casa, mesmo agora):

Ser pente ou serpente


Ser pente
é tão estranho,
disse a serpente.
Para quê tanto dente
sem veneno para matar?

Serpente
é tão estranha,
disse o pente.
Para que servem os dentes
senão para pentear?

Luísa Ducla Soares
in A cavalo no tempo.
Porto, Ed. Civilização, 2.ª edição, 2008, pg.16

(Ilustrado por Teresa Lima)



6 comentários:

j disse...

já ouviste falar de bookcrossing?
lá na minha terra havia disso, mas aqui nunca ouvi falar. lembrei-me ontem quando na escola disseram que iam começar a emprestar livros para os pais lerem em casa aos meninos. no bookcrossing, os donos dos livros são as palavras e os livros são "abandonados" para que todos tenham acesso a elas. quase que dava para fazer um bookcrossing infantil lá na escola, não? vamos propor? ;)
o, sobre o dia do livro infantil ocorre-me a frase do tão luso como a água álvaro magalhães. reza assim "Quando for grande, não quero ser médico, engenheiro ou professor. Não quero trabalhar de manhã à noite, seja no que for. Quero brincar de manhã à noite, seja com o que for. Quando for grande, quero ser um brincador". in 'brincador'
já agora, bom nome para o blog. os meus sempre tiveram nomes como o dono e como a árvore, assim meio estapafúrdios. e pronto. a idade já dá para private jokes.

©carmen zita disse...

Já ouvi falar, sim.
Mas J., a tua terra é bem "máior" do que a nossa terra. Desconfio que se alguém encontrasse um livro num banco de um jardim da nossa terra, colocava-o no caixote do lixo (nem sequer se dignava a deslocar-se até ao ecoponto azul).
Bookcrossing numa escola talvez até funcione. É mesmo um caso a pensar.

Como era bom continuarmos todos a ser "brincadores", nem que fosse a meio-tempo :)

Outra coisa: que bom é que a idade nos traga coisas boas, como poder fazer private jokes (e não só dores nas articulações).

E, já agora, volta mais vezes.

j disse...

volto, pois!
isto da falta de cultura, massa crítica, coloca grandes questões, sobretudo aqui, na minha terra de adopção.
era quase caso para criarmos uma associação de promoção cultural, ou coisa parecida. que bem falta fazia!

EBernardes disse...

Bora, meter mãos à obra? ;)

j disse...

até lhe podíamos chamar dínamo!. assim, com ponto de exclamação e tudo!
associação dínamo!
já somos dois. vamos convencer a poeta e passamos a ser três. ;) e, aos poucos, começamos a ser tantos que a coisa ganha pernas para andar!
coisa de gajo, mas esses EB, assim juntos e em maiúsculas, fazem logo lembrar ettore bugatti. coisa de gajo, como disse.

©carmen zita disse...

Parece-me que estávamos mesmo a precisar de uma visão masculina neste blog. Ettore Bugatti? É "lembrança" que não me passaria pela cabeça :)

Associação Dínamo! Mas que forte associação! Com três elementos já se faz alguma coisa; é só querer...